GUID: Segurança Computacional

Linguagem de Programação
Saiba como escolher a linguagem ideal para você.

Bruno Figueiredo 12/01/2017





Atualmente existem várias linguagens, cada uma com suas peculiaridades; escolher uma é uma questão que aflige todos os interessados em ser desenvolvedores de software, afinal, são muitos os fatores que devem ser levados em consideração. Elaborei esse pequeno guia (texto) a fim de ajudar essas pessoas que pretendem iniciar mas ainda não sabem por onde.

1 - Definir para qual plataforma você pretende desenvolver.

Esse é um fator muito importante ao escolher uma linguagem de programação! Muitas linguagens são feitas para desenvolvimento Web, outras para desenvolvimento Desktop e por aí vai. Por isso, considero que a primeira coisa a ser escolhida é a plataforma para a qual você pretende desenvolver, ou seja, você quer desenvolver para Windows, Linux, Windows Phone, IPhone, Android, Web, ...?

2 - Pesquisar o mercado de trabalho para a linguagem na região em que você pretende trabalhar.

Essa é uma questão interessante e que muitas pessoas não levam em consideração. De que adianta ser um excelente programador em uma linguagem que não é utilizada atualmente? Por isso, recomendo que antes de escolher a linguagem de programação, pesquise as vagas de emprego na sua região. Verifique o que as empresas estão cobrando dos profissionais dessa linguagem (frameworks, ferramentas, etc.) e procure aprender sobre.

3 - Verificar se a linguagem possui bom material de estudo, fóruns e treinamentos.

Bom, se você quer trabalhar com desenvolvimento, certamente vai encontrar problemas que te farão pensar em desistir. Isso é certeza!

Por isso, recomendo que verifique se a linguagem escolhida possui boa documentação, fóruns com pessoas participando ativamente para trocar ideias e tirar dúvidas, bons livros, apostilas e treinamentos.

4 - Estudar, estudar e estudar!

Como já citei acima, certamente vai pensar em desistir no começo. Trata-se de uma forma diferente de se pensar, tudo é baseado em matemática e lógica e se você não construir uma boa base pode até pegar “trauma de programação”.

Alguns dos colegas que estudaram comigo no começo da faculdade tiveram esse "trauma". Todos eles são pessoas inteligentíssimas, mas talvez não tenham fundado tão bem essa base de lógica de programação.

Conclusão

Ao escolher uma linguagem de programação, leve em consideração os pontos citados acima e com certeza terá sucesso! E não desista. No começo vai ser difícil. Trata-se de uma forma de pensar diferente do que estamos acostumados e isso assusta muitos iniciantes, mas não se preocupe, desde que você entenda a Lógica de Programação, não terá muita dificuldade.

Lembre-se de deixar o seu Like e de compartilhar esse artigo com todos os seus amigos. Assim você estará nos incentivando a manter esse projeto.




Comentários